sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Parceria

Os restos desta estupidez a que chamam amor, lixaram-me bem, deixaram-me abandonado na casa de banho de um bar qualquer, completamente inconsciente enquanto os salpicos de mijo se misturavam no meu cabelo, mas foi bom, adorei, sempre é melhor que os wc’s dos festivais em que os filhos de uma vaca dos punks cagam as tampas das sanitas, umas poitas bem dedicadas, vê-se que se esmeraram os cães, e dormir, pois, tentar digo eu, já que mais uma vez me expulsaram ao final de algum tempo, parece que alguém se queixou que estaria a olhar para dentro das suas calças, bom, sentem-se perturbados e devem mesmo sentir alguma preocupação, não comigo mas com eles próprios, grandessíssimos porcos, também não saí do estabelecimento sem antes perturbar as flores de estufa ao derrubar alguns copos para cima dos cocós daqueles palhaços logo à entrada, bahaha, era vê-los a limpar a cervejola dos casaquinhos, e eu a fingir que estaria derreado, podre de fígado e de pernas, felizmente os donos reagiram bem melhor que eu esperaria, apoiado lá me orientaram para o caminho certo, sugeri aos braços um movimento pendular para que me aproxima-se de casa, mas falharam-me a ordem e acabei deitado nos degraus de uma lojinha de instrumentos musicais na avenida, quem olhasse para os meus olhos, translúcidos e desnutridos, pensaria que estava de malas aviadas, estou acordado meus Albertos, não me consigo erguer mas estou aqui, pronto para outra.

6 comentários:

Fadinha da Sombra disse...

Dizem que cair é permitido e levantar é obrigatório, por isso ergue-te!!


Beijitos :)

Canto Definido disse...

És mesmo uma querida :)
E levas muito a sério o lema "Sejam felizes e façam alguém feliz!!"

Fadinha da Sombra disse...

Canto Definido:

Tem dias....

Beijitos :)

Fadinha da Sombra disse...

Canto Definido:

Tem dias....

Beijitos :)

XS disse...

Ainda assim???LOOOL

Espiga disse...

podre, podre, podre...