quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Obturador

Não me ficam registados os sonhos, e ainda bem, pois se enquanto me mantenho desperto o meu consciente já é disparatado quanto baste, imagino o caos gerado pelas recordações armazenadas debaixo dos lençóis, será que o cérebro excede a capacidade máxima suportada, sobreaquece e acaba por eliminar todo o conteúdo temporário, o que realmente se alterou quando reduzi o número de horas desperdiçadas de oito para aproximadamente quatro/cinco, foi a reconstrução imediata de faces, sinto-as, vejo-as nitidamente, sem ocultações de contornos ou recorte do cabelo, observo todos os pormenores, e os detalhes alargados, nunca assisti a um sonho desta forma, se o meu corpo me permitisse um maior controlo sobre a fase final, mesmo antes de acordar, era bem capaz de escolher uma redução do intervalo para os últimos minutos apenas, aqueles em que abrimos os olhos e vislumbramos os últimos flashs das câmaras.

11 comentários:

Julieta disse...

Os olhos abertos vêem o Mundo com uma muito maior crueza, alongando-se nos detalhes, nas texturas, analiticamente.
Os olhos fechados, dormindo, abrem alas para uma muito maior liberdade de ser, gostar e fazer. All is allowed. Enjoy.

Canto Definido disse...

A linearidade para o caixote do lixo, prefiro paralelismos, caso esteja a sonhar, não quero que me despertem ;)

Julieta disse...

Podes absolutamente contar comigo para não o fazer!

Canto Definido disse...

XR sis, está tudo explicado :)

Julieta disse...

rsrsrs... ai está? I'm happy for you ;)

Canto Definido disse...

Quase tudo ;) também eu gosto de "Continuar (sempre) a sonhar."

Julieta disse...

Posso auxiliar no resto, então? ;)

Canto Definido disse...

A questão nem deveria estar sobre a mesa :) claro que podes auxiliar, o teu outro "canto congelado" está aberto nas minhas mãos, vamos dar uma olhada?

Julieta disse...

Lead the way...

Canto Definido disse...

;)

DANTE disse...

devo dizer que os teus sobrinhos não te andam a dar trabalho suficiente pah! Tu andas a ver muitos filmes ;P

Um abraço