quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Psicose #0

Não continue a ler se é daquelas pessoas a quem a quebra da rotina diária faz confusão, alguém que me explique o porquê de escolher o lavar a loiça após uma refeição, não de seguida mas de cada vez que se poisa um simples talher, prato ou copo no lava loiças, será que estas pessoas pretendem ganhar as olimpíadas da PAM (psicose asseio & motricidade), não existe pó-de-talco suficiente em todas as farmácias desta união europeia que chegue para responder às necessidades de tantas mudanças de luvas de borracha para esta gente, são quase como que aqueles sistemas de limpeza japoneses que recorrem à robótica para uma maior eficiência, têm os sentidos exageradamente aguçados, cada tilintar de porcelana ou vidro, sooosh, lá saem a correr com um ar determinado, dispostos a vencerem esse novo desafio, sempre acompanhados com um fairy debaixo do braço..

3 comentários:

Patrícia disse...

ás vezes é por uma questão de espaço e/ou organização.
Digo eu que só arrumo sempre tudo no final.

Canto Definido disse...

Desde que não te impeça de viver a tua vida, a obsessão ao limite seria a casa incendiada e a pessoa ficar debaixo de destroços só para poder lavar a loiça :|

Parece impossível, mas conheço algumas pessoas que talvez ficassem encurraladas só para satisfazerem essa necessidade...

Stuck in a moment disse...

Kill me, então, porque para mim a tarefa da loiça só vem depois do café com os amigos ou, quiçá, mesmo no dia seguinte ;) (ups....)