sábado, 18 de abril de 2009

Halogen Lights

Calcava todos os botões no painel do elevador, sentiu-lhes a aproximação e iniciou uma correria desesperada para que não o apanhassem novamente, qualquer um dos seus vizinhos seria capaz de lhe apontar de longe a quantidade de suor que trazia consigo na testa, olhava repetidamente para uma das pontas do saco de plástico que lhe passava por debaixo das pernas, desta vez usou um daqueles de rolos para o lixo, verde escuro para que não se apercebessem de nada, escoou lá de dentro a maior quantidade de sangue que lhe fora possível e juntou todos os pedaços que conseguiu apanhar a tempo, não terá sido esta a sua primeira vez mas acabou por voltar a repetir miseravelmente o mesmo tipo de falhas que o levaram à cadeia na ultima tentativa, desde o sucedido passou semanas a fio com uma série de desacertos cravados na memória, tornou-se numa tal obsessão que ficara impossibilitado de sair de casa, afectava-o de forma a que o seu rosto revelava perfeitamente a sua verdadeira natureza quando se sentia tentado a atravessar a porta escapando ao seu apartamento…

1 comentário:

Teresa Queiroz disse...

aprisionado na sua própia consciente loucura ..???