quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Pronuncias de Dentro

Suave toque de água morna nos teus seios,
Cabelo molhado, escorrido no meu toque,
Procuro esboçar na tua nuca, acentuo esse teu arrepio inevitável,
Junto-me aos teus braços, junto-me ao teu rosto,
É o repuxar de lábios, aproxima-los dos meus,

Sigo o contorno do teu ventre, de toda esta proximidade,
Reencontro obtido, vinculo ambicionado por ambos,
Nascente de afecto, meigo lisonjeio bafejado,
Azáfama entre amantes, liberto-te e aperto-te junto a mim,
Oferendas e confidências, discursos de Amor.

2 comentários:

Sanxeri disse...

Tens uma sensibilidade para a escrita que é uma coisa incrível. parabéns. :)

Mag disse...

É na liberdade que se conquista o coração,
é nas palavras que nos tocam e envolvem,
docemente,
como suaves carícias na pele,
que se encanta a alma...
Discursos de Amor partilhado,
(re)descoberto,
confidências sopradas a ouvidos atentos...