terça-feira, 29 de março de 2011

Le temps détruit tout...



3 comentários:

Negação de Irene disse...

Não só destroi as coisas em si, como também a memória de todas elas, do que foram e do que nunca serão...

Anónimo disse...

A memória fica:
- registada no tempo existencial dos seres;
- codificada numa sequência infinitamente interpolada.

O tempo destrói, constrói e reconstrói a matéria, por isso se diz: - Na natureza nada se perde tudo se transforma!

Transportando o provérbio só posso concluir (apesar de que nada é dado como certo ou definitivo nesta vida, graças ao infinito leque de possibilidades) que a natureza visivelmente materializada está para a natureza invisivelmente energética como a borboleta está para a lagarta.

Na realidade a transformação do ser dá-se dentro do próprio casulo...

Vanessa Santos disse...

adorei esse blog!È tão aconchegante!