segunda-feira, 7 de março de 2011

A + A

Sinto-me ludibriado pelo teu porte trémulo, afugentas-me de lábios fartos e emancipados de fervor, sorves um pouco desta predisposição angustiante, enfureces-me de soltura posta e fulgor de carne aquando te resguardas de encontro a mim, apegas-te ao meu torso enquanto cospes os restantes botões da camisa que me alberga, abraço-te esborrachando-te esses teus seios firmes contra a minha sede, costuramos ténues contornos inaugurando este novo ser, abrasem-se os mantos que nos cobrem e fabricamos acolchoados de sabor etéreo, inaudível sorte que nos obriga a pernoitar neste limbo provisório, sobreviveremos mordazes no entanto.

4 comentários:

Isabela Escher Rebelo disse...

Olá,
é a primeira vez que visito esse blog. Achei-o no facebook, por meio do The ArtBrazil, e devo dizer que me encantei com esse texto. A forma como é relatada a fúria do amor físico é linda!E o clímax é igualmente retratado com muita Poesia...
Fica aqui a minha parte favorita, se é que posso escolher uma: "costuramos ténues contornos inaugurando este novo ser, abrasem-se os mantos que nos cobrem e fabricamos acolchoados de sabor etéreo, inaudível sorte que nos obriga a pernoitar neste limbo provisório, sobreviveremos mordazes no entanto."
Prometo voltar!
PS: Deixo aqui também o link do meu blog, "O livro está na mesa", já que é justo que eu dê um presente em troca daquele que recebi. Quid pro quo!
http://www.olivroestanamesa.blogspot.com/

Anónima disse...

Viva

Já reparei que tens o meu blog na tua lista de blogues, pelo que fico contente :). Mas só queria pedir uma coisa, se não fosse ser muito chata, que escrevesses o nome do blog (Na praia secreta), porque só aparece um ponto.

Já agora vou passar mais vezes por aqui, gostei do texto que li, curto mas bem escrito.

Fica bem

Structurally Diffuse disse...

O titulo do teu blog está definido como ".", por esse motivo aparece em todos os feeds de rss como tal, podes corrigir o teu problema recorrendo a uma minúscula alteração da cor das letras do titulo para transparente, a opção está presente no editor de temas do blogger, terás que alterar também o texto para o nome completo do blog obviamente.

Selene disse...

Lindo, curto a maneira como foi escrito, não é a poesia certinha como muitos escrevem, mas gosto desse estilo totalmente espontâneo...